Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Na Cozinha da Raiozinho

Na Cozinha da Raiozinho

Bacalhau com Bechámel

Há poucos dias vi esta receita de bacalhau no blog As Minhas Receitas. Tomei logo nota para fazer, já que me pareceu simples e saboroso... e versátil. Quando vi a receita e à medida que a ia rabiscando numa folha de papel, fui mentalmente fazendo as minhas alterações. Para começar, excluir a batata frita. Isto para quem anda a seguir um plano alimentar onde os fritos não têm lugar, começou logo por aí. Poderia ser batata cozida. Uma hipótese. Torna logo o prato menos calórico. No entanto, e dado que estou numa semana de "apertadas" regras alimentares, a adaptação da receita teve de ir um pouco mais longe. Ficar só pelos legumes, bacalhau e molho bechámel (também esse alterado para uma versão mais light). Ainda assim, e neste momento exacto do plano alimentar, tenho de simplificar as refeições ao máximo, o que implica não misturar legumes. Parece estranho, mas faz todo o sentido, principalmente quando a receita em questão leva cenoura, que é um dos 4 legumes mais calóricos que existem.


Deixando a conversa, vamos lá partir para a minha adaptação...


 



 


Ingredientes:



  • 500 gr de migas de bacalhau

  • 1/2 cebola

  • 2 dentes de alho

  • 2 alhos francês

  • azeite

  • pimenta

  • sal (se necessário)

  • salsa picada


Para o bechámel:



  • 3 colheres de sopa de maizena

  • 2 colheres de sopa de azeite

  • 2,5dl de leite magro

  • 2,5 dl de água de cozer o bacalhau


Dar uma fervura nas migas de bacalhau.

Entretanto, levar ao lume um tacho com um fio de azeite, a cebola e os alhos picados e deixar refogar um pouco. Juntar o alho francês e deixar estufar em lume brando cerca de 10 minutos. Juntar as migas de bacalhau previamente escorridas, envolver e deixar estufar mais 5 minutos.

Enquanto isso, prepara-se o bechámel. Num tachinho colocar a farinha maizena e o azeite. Levar ao lume. Quando a farinha tiver absorvido o azeite, juntar o leite e a água de cozer o bacalhau. Deixar engrossar em lume brando, mexendo sempre com um batedor de varas para não deixar criar grumos. Temperar no fim com pimenta e noz moscada. 

Juntar metade, ou 3/4 do molho ao preparado do bacalhau e envolver. Colocar esta mistura num tabuleiro de ir ao forno. Cobrir com o restante bechámel e levar ao forno a gratinar.


 

Nota: para tornar o bechámel mais light, em vez de o fazer com 5 dl de leite, dividi e fiz com 2,5dl de leite e 2,5 dl de água de cozer o bacalhau. Ainda assim, e para quem não gostar de leite na comida ou for intolerante à lactose, pode fazer o bechámel apenas com a água de cozer o bacalhau, pois obtém um resultado muito similar ao original. Eu já experimentei quando fiz um bacalhau gratinado com bechámel para a sogrinha que não gosta de leite e ficou muito bom. Fica a dica!

 

Quanto ao bacalhau, estava bem cremoso, bem saboroso, e bem leve. Imagino que a versão original seja muito boa. Mas para já não a experimento. E vou bem servida com uma versão mais simples e bem mais light.