Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na Cozinha da Raiozinho

Na Cozinha da Raiozinho

O meu primeiro arroz doce

Nunca apreciei arroz doce. Provavelmente porque nunca comi nenhum que dissesse: hum, maravilhoso. As minhas avós eram mais de aletria. A minha mãe fazia um arroz doce que ficava sempre duro, sem graça nenhuma. 

 

E um dia bateu-me assim uma vontade terrível de comer arroz doce. Mas do tal cremoso, com fama de pequena maravilha gastronómica. Googlei receitas de arroz doce e comecei a ficar baralhada. Eu queria arroz doce, simples, tradicional, e o que via eram versões com leite condensado, com pudim, com farinha custard, com claras em castelo para ficar merengado, com aroma a baunilha... e arroz doce, daquele do tempo da avó, não há?! E eis que me deparo com esta receita, acompanhada de uma deliciosa reflexão sobre as modernices que alteram as nossas receitas tradicionais, herdadas das cozinhas das avós. Na mouche!! Estava decidida a receita que iria ser o meu primeiro arroz doce.

 

E não é que acertei mesmo?!

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 



 

 

Ingredientes:



    • 1 chávena de arroz para risotto

    • 3 chávenas de água

    • 1 pitada de sal

    • 5 chávenas de leite magro

    • 3 casquinhas de limão

    • 2 colheres e meia de frutose (em vez de açúcar)

    • 2 gemas

    • canela para polvilhar


Os passos da confecção segui tal e qual a receita original.


Não é difícil, mas leva o seu tempo. É preciso alguma paciência, mas compensa o resultado final. 


Descobri o meu arroz doce. Não largo mais!


 


 


 

2 comentários

Comentar post