Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Na Cozinha da Raiozinho

Na Cozinha da Raiozinho

Salteado de couve e alheira

IMG_20161024_202320.jpg

 Adoro alheira. E qualquer receita que me dê ideias para uma utilização diferente da alheira que não grelhada, deixa-me logo curiosa para experimentar. Foi o caso com esta receita de couve salteada com alheira e mostarda. Normalmente tenho alheiras no congelador, para me salvarem num daqueles dias em que não há nada planeado para jantar. Adaptei esta receita por ter as alheiras congeladas. Ainda assim, o resultado foi delicioso.

 

Ingredientes:

  • 2 alheiras
  • 1 kg de couve cortada para caldo verde
  • 2 dentes de alho
  • azeite
  • 2 colheres de sopa de mostarda
  • sal e pimenta q.b.

 

Preparação:

Como tinha as alheiras congeladas, comecei por fervê-las em água. Retirei, deixei arrefecer para lhe tirar a pele e desfazê-las em pedaços.

Dar uma fervura na couve, aproveitando a mesma água de ferver as alheiras, temperando com um pouco de sal.

No wok aquecer um pouco de azeite e fritar os dentes de alho picados. Juntar a alheira e envolver. Juntar as couves escorridas, temperar com pimenta, e envolver delicadamente tudo. Adicionar a mostarda e envolver, novamente, todos os ingredientes. 

Servi com gomos de maçã. 

Guisado de couve com alheira

Por vezes há aqueles dias em que não sei muito bem o que vai sair para jantar. Escolho qualquer coisa para deixar a descongelar, e depois logo se vê. Às vezes aproveito, se tenho um bocadinho, para fazer uma pesquisa rápida de receitas com aquele ingrediente, como fonte de inspiração. 

Num destes dias, na hora de almoço, deixei uma alheira a descongelar. Tinha couve já arranjada e que devia cozinhar antes que se estragasse. Lembrei-me de saltear a couve com a alheira. 

Não muito convencida desta ideia, pesquisei e encontrei esta receita de alheira guisada com couve. Fiquei de água na boca. Era perfeita para aproveitar a couve que já estava arranjada e a alheira que havia deixado a descongelar.

Alterei um pouco a receita. Deixo a minha versão.

 IMG_20160516_195345

 Ingredientes:

  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 alheira de aves
  • azeite q.b.
  • 1 pacote pequeno de polpa de tomate
  • couve cortada em juliana (eu tinha metade de uma couve coração grande já lavada e cortada)
  • 2 ovos cozidos
  • sal e pimenta q.b.
  • água q.b.

 

Preparação:

Picar a cebola e os dentes de alho. 

Retirar a pele à alheira e cortá-la em pedaços.

Pôr dois ovos a cozer.

Levar um tacho ao lume com azeite e refogar a cebola e os dentes de alho. Quando a cebola estiver a ficar lourinha, juntar a alheira em pedaços e a polpa de tomate. Mexer. Juntar um pouco de água (usei o pacote da polpa de tomate), e deixar cozinhar alguns minutos.

Juntar a couve, temperar de sal e pimenta, envolver e acrescentar água se for necessário, ou se pretendem um guisado mais caldoso. Deixar cozinhar em lume brando cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando. Ao fim de 10 minutos, ver se a couve está tenra, retificar temperos. Polvilhar com os ovos cozidos picados e servir assim, ou acompanhado com arroz branco.

Uma delícia, simples e rápido de fazer.

 IMG_20160516_195742

 

 

Arroz de alheira com espinafres e cogumelos

P1010017.JPG

Ingredientes:

  • 1 alheira
  • 200 gr de arroz (usei vaporizado)
  • cerca de 200 gr de folhas de espinafres frescas
  • 200 gr. de cogumelos frescos laminados
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • 1 malagueta
  • sal q.b.
  • azeite q.b.

 

Preparação:

Dar uma fervura na alheira (no meu caso porque estava congelada mas dá jeito para preparar o caldo para depois cozer o arroz). Retirar a alheira, deixar arrefecer um pouco, tirar-lhe a pele e desfiá-la. Resevar o caldo.

Refogar a cebola, dos dentes de alho e a malagueta picados, num fio de azeite. Quando a cebola estiver a começar a dourar, juntar os cogumelos e salteá-los alguns minutos, de forma a que libertem a sua água. 

Juntar o arroz, deixar fritar um pouco junto com os cogumelos. Regar com o caldo de ferver a alheira e deixar cozer em lume brando, mexendo regularmente. Quando o arroz estiver quase cozido, juntar as folhas de espinafre, envolver bem, e juntar a alheira desfeita. Se necessário juntar um pouco mais de caldo, caso gostem do arroz malandrinho, e deixar acabar de cozer o arroz.

P1010018.JPG

Ficou uma delícia.

Pão recheado com alheira e queijo

Vi a receita deste pão no blog da Joana, que tem umas receitas e ideias ótimas. Quando bati os olhos no pãozinho com recheio de alheira e queijo, acho que salivei, qual cão de Pavlov, e pensei que era assim uma ideia excelente para aquele jantar ou lanche tardio ao fim de semana, que uma pessoa quer confort food, pijama e sofá com filmes ou séries. Poranto, não esperei muito para o fazer.P1230003.JPG

 Ingredientes:

  • 1 pão grande, tipo rústico
  • duas alheiras pequenas sem pele
  • 200 gr de queijo emental ralado

 

Preparação:

Retirar a parte de cima do pão com uma faca, de maneira a ficar como uma tampa. Escavar o miolo do pão. Misturar com um garfo as alheiras com uma parte do queijo e rechear o interior do pão. Cobrir com o restante queijo ralado, colocar a parte de cima do pão, anteriormente cortada. Levar ao forno quente a 150º por 20 minutos.

P1230004.JPG

 

Cortar às fatias e servir, como complemento a uma sopa, com uma salada, com legumes salteados, ou degustar esta pequena maravilha assim, por si só.

P1230005.JPG

 

 

Brushettas de alheira

Adoro alheira. Gosto de ter no congelador, pois depressa se faz um jantar num daqueles dias em que nada ficou pensado ou planeado. Desta vez tinha apenas uma. Pensei em omelete de alheira, para acompanhar um creme de legumes, mas depois lembrei-me que há imenso tempo não comia uma brushetta, e o que eu adoro. Depois de uma sopa quente, é mesmo reconfortante. Prepara-se num instante, sabe bem, e de vez em quando um jantar destes sabe pela vida. E assim saíram estas brushettas de alheira.


 


P8210001.JPG


 


Ingredientes:



  • 1 alheira

  • 3 dentes de alho

  • 5 a 6 fatias de pão d'avó (ou pão tipo Mafra ou perfeição com pão alentejano)

  • rodelas de tomate q.b.

  • triângulos de queijo tipo Vaca que Ri (em vez de mozzarella)

  • azeite

  • óregãos


 


Preparação:


Aquecer o grelhador de chapa. Dourar levemente as fatias de pão. Ainda quentes, esfregar com os dentes de alho, colocar num tabuleiro, forrado com papel vegetal, e regar com um fio de azeite. Entretanto, grelhar a alheira, retirar a pele e desfazer com um garfo. Em cima das taias de pão dispor rodelas de tomate, alheira, cobrir com os triângulos de queijo cortados em tiras. Polvilhar com óregãos, regar com um fio de azeite e levar a gratinar ao forno, previamente aquecido.


 

Trouxas de alheira com espinafres e maçã

P5020005.JPG


P5020006.JPG


 Por vezes é bom lembrar-me de vir aqui, ao meu próprio blog, recuperar ideias de receitas. Pois que esta receita foi a escolhida para uma espécie de reedição. Em equipa vencedora não se mexe, ainda assim fiz alguns detalhes de forma diferente, e a verdade é que fez a diferença para melhor.


Os ingredientes não mudaram. 



  • 1 base de massa quebrada

  • 1 alheira

  • 2 maçãs

  • espinafres frescos a gosto

  • 2 dentes de alho

  • sumo de um limão

  • sal e azeite q.b.

  • 1 ovo


Levar um tacho de água ao lume a ferver. Temperar com sal e escaldar as folhas de espinafre. Escorrer bem e reservar.


Retirar a pele à alheira. Cortar as maçãs em cubinhos, sem descascar, e regar com sumo de limão. No wok aquecer um fio de azeite com os dentes de alho picados. Saltear a alheira, desfazendo-a suavemente com um garfo. Juntar os cubos de maçã, juntamente com o sumo de limão que houver na taça, e envolver bem na alheira. Por fim, misturar os espinafres, de forma a que os ingredientes se liguem.


Cortar a base da massa quebrada ao meio. No centro colocar colheres com o preparado anterior. Dobrar as pontas da massa, como se fizesse uma trouxa. Bater um ovo e pincelar as trouxas. Levar a forno quente a 200º, entre 15 a 20 minutos, até a massa estar douradinha.


 


Um excelente remake, que soube muito bem lembrar e apreciar.


 

Arroz de alheira e brócolos

 

 

 

 

 

 

Tem dias em que não se tem a mínima ideia do que cozinhar para o jantar. E então passa em revista as publicações dos blogues de culinária que segue e faz-se luz. Tem dias.

 

Ultimamente acho que a maioria dos blogues de culinária que sigo estão cada vez mais voltados para uma cozinha elaborada, complicada, com ingredientes que lhes chegam a casa por cabaz e que o comum dos mortais ainda não tem acesso; as fotos artísticas, de suster a respiração, tanto abrem o apetite, como tiram a coragem a uma leiga que só pretende uma sugestão simples, rápida e saborosa para jantar ao fim de um dia de trabalho.

 

Adiante. Esta receita da minha querida Belita (saudades) foi uma lufada de ar fresco num desses dias em que suspirava por um milagre para o jantar. Alterei um bocadinho, mas pouco. A minha versão:

 

 

 

 

 

Ingredientes:

 




    • 1 alho francês



    • 1 cebola picada



    • azeite q.b.



    • 1/2 pimento vermelho em cubos



    • 1 cubo de caldo de galinha



    • 1 alheira de caça



    • 1 chávena de arroz (uso vaporizado)



    • 1 mão-cheia de brócolos congelados



    • 2 colheres de sopa de ketchup



    • Água a ferver



    • Sal q.b 



 

 

 

 

 

Preparar o caldo de galinha: ferver água com o cubo de caldo.

 

Alourar a cebola num fio de azeite.

 

Juntar o alho francês e deixar alourar. Juntar o pimento, a alheira sem pele e partida em pedaços, envolver tudo. Juntar o arroz, o ketchup, envolver tudo e deixar fritar um pouco. Regar com o caldo de galinha (o triplo da quantidade de arroz). Quando ferver, juntar os brócolos, retificar temperos, sal se necessário, e deixar cozinhar, mexendo regularmente para não colar. Se necessário juntar mais caldo de galinha, uma vez que a ideia é o arroz ficar cozido mas ainda com caldo.

 

 

 

Simples, rápido, muito saboroso e muito reconfortante para este inverno frio e chuvoso que estamos a ter.

 

 

 

 

 

 

Embrulho de alheira, maçã e espinafres


 

Ingredientes:



  • 1 base de massa quebrada

  • 1 alheira

  • 2 maçãs

  • espinafres frescos a gosto

  • 2 dentes de alho

  • sal, pimenta e azeite q.b.


Retirar a pele à alheira. Cortar as maçãs em cubinhos, sem descascar. No wook aquecer um fio de azeite com os dentes de alho picados. Saltear os espinafres. Quando estiverem murchos, juntar a alheira desfeita e os cubos de maçã. Temperar com umas pedras de sal e uma pitada de pimenta branca. Envolver bem e deixar cozinhar alguns minutos. Colocar este preparado no centro da base de massa quebrada, dobrar as pontas da massa como se fizesse um embrulho. Pincelar com ovo batido ou leite e levar a forno quente a 200º até estar douradinho.


 


Uma delícia! 


 



 

Arroz de frango com alheira e espinafres (ou como aproveitar sobras de frango estufado)

 

 

 

 

 

Ingredientes:



    • resto de frango estufado (eu tinha dois pedaços) limpo de peles e ossos

 

    • molho do frango estufado (o meu era o de sopa de cebola com cerveja) 

 

    • 1 alheira de aves

 

    • 1 chávena e meia de arroz

 

    • um bom punhado de espinafres frescos cortados em juliana



Usei a púcara de barro para fazer este arroz.

 

Passar o molho do estufado original por um passador de rede de modo a ficar limpinho e liso. Aquecer o molho. Juntar o arroz, a alheira sem pele partida em pedaços. Juntar água quente, um pouco a olho e dependendo da quantidade de molho que inicialmente têm. Quando o arroz estiver al dente, juntar o frango desfiado, limpo de peles e ossos, e as folhas de espinafres cortadas em juliana. Envolver, deixar o arroz acabar de cozer, juntar mais água se necessário, para ficar o arroz malandrinho.

 

 

 

E assim nasceu um arroz de frango com sobras de frango estufado com sopa de cebola e cerveja. Aproveitou-se tudo: o frango e o molho. Como era pouco frango, acrescentei a alheira. Ficou uma delícia.

Bacalhau com alheira e espinafres



 

Ingredientes:



  • 1 embalagem de 400 gr de migas de bacalhau demolhadas

  • um molho de espinafres frescos

  • 1 alheira de aves/caça

  • 2 pães d'avó 

  • 5 dentes de alho

  • azeite

  • Sal q.b.


Cozer o bacalhau. Reservar.


Numa frigideira saltear os espinafres em azeite, um dente de alho picado e umas pedras de sal.


Na picadora picar bem o pão juntamente com os restantes dentes de alho.


Num tabuleiro de ir ao forno espalhar no fundo a alheira sem pele e cortada em rodelas. Por cima da alheira espalhar  bacalhau, depois os espinafres. Cobrir tudo com a broa. Regar com um fio de azeite. Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 20 minutos.


 


A mistura alheira/bacalhau pode parecer estranha. Mas quando vi a receita fiquei logo com ideia de experimentar. E fiz bem. Ficou muito bom.