Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Na Cozinha da Raiozinho

Na Cozinha da Raiozinho

FIZ UM BOLO!! FIZ UM BOLO!!! FIZ UM BOLOOOOOOOOO!!!!!!!

Ah e tal, para quê tanta excitação por causa de um bolo?!


Ora, quem me acompanha aqui nas lides gastronómicas saberá que duas das minhas características são: não tenho lá muito jeito para sobremesas, e nunca sigo uma receita ipsis verbis (se calhar por só o fazer com os doces é que a coisa não resulta).  


Acontece que assim, na loucura, resolvi sem mais nem menos fazer um bolo. O problema seria fazer um bolo de quê se ingredientes para doçaria é coisa que não abunda na despensa. Ora, lá fui ao meu dossier de receitas de sobremesas ver o que arriscava fazer com o que tinha ao dispor.


Bati com os olhos nesta receita:


 


Bolo de Amêndoa


 


Ingredientes:



  • 120 gr de manteiga;

  • 160 gr de açúcar;

  • 4 ovos;

  • 160 gr de farinha com fermento;

  •  ½ cálice de amêndoa amarga;

  •  ½ chávena de amêndoas inteiras;

  • Manteiga, farinha e açúcar em pó q.b.


 


Unte uma forma rectangular com manteiga e polvilhe-a com farinha. Ligue o forno a 170ºC. Bata a manteiga com o açúcar. Junte as gemas e bata, alternando com a farinha e o licor. À parte, bata as claras em castelo e envolva-as na massa. Verta o preparado para a forma. Acrescente as amêndoas e leve ao forno, durante 30 minutos. Desenforme e polvilhe com o açúcar em pó.


 


 


Sugestão: acrescente 40 gr de amêndoa moída à massa.


 


Apeteceu-me, embora o principal problema fosse: NÃO TENHO AMÊNDOAS!!!


Problema resolvido. Tenho nozes!


Toda entusiasmada lá fui para a cozinha e pus mãos na massa, como quem diz, estive a partir nozes para as passar na picadora, mas sem as picar muito (ficaram assim em pedacinhos pequeninos). Pesei cerca de 60 gr de nozes moídas, 100 gr de farinha, 100 gr de açúcar, uma colher de chá de fermento em pó e misturei tudo. Depois, bati as gemas com a manteiga derretida, fui adicionando a mistura da farinha com as nozes e o açúcar alternando com... Licor Beirão! Por fim envolvi as claras batidas em castelo e levei ao forno em forma untada e polvilhada com manteiga.


Pouco depois um cheirinho bom pairava no ar...


 



 


Metade foi-se logo... sinal que está bom e recomenda-se!!!


Quem sabe não ganho novo fôlego para me aventurar mais no mundo da doçaria!!


 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.