Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Na Cozinha da Raiozinho

Na Cozinha da Raiozinho

Cachaço de porco assado

Mais uma deliciosa sugestão da Joana Roque que eu decidi experimentar: cachaço de porco assado com pimentão fumado e orégãos. Mal vi a receita, fiquei a salivar e a pensar que não tardaria muito a experimentá-la, num daqueles domingos caseiros, onde o frio lá fora convida ao aconchego do sofá e aos aromas do forno da cozinha. E assim foi. Já faz algum tempo que a fiz, mas chegou o momento de partilhar a experiência.

 

Ingredientes:
  • 1,5kg de cachaço de porco com osso
  • 2 colheres de sobremesa de pimentão doce (não tinha fumado, usei do normal)
  • sal marinho q.b.
  • 2 colheres de sobremesa de orégãos secos
 
Preparação:
Colocar a peça de carne num tabuleiro de forno e temperar com sal e o pimentão doce, esfregando a carne para absorver os sabores. Por cima polvilhar com os orégãos.
Tapar bem o tabuleiro com papel de alumínio e levar a assar, em forno previamente aquecido a 200º, durante 2h. Não é necessário juntar qualquer líquido ou gordura, uma vez que a peça de carne vai assar nos seus próprios sucos.
Findo o tempo, retirar o papel de alumínio e deixar cozinhar por mais 30 minutos. Ou até a carne estar tenra e dourada por fora.
Retirar a carne do forno, deixar repousar alguns minutos. Fatiar e servir com uma salada verde, arroz ou batatas (fritas ou assadas, conforme a preferência). 
 

Bochechas de porco no forno

Sou fã de bochechas de porco. Há uns tempos encomendei bochechas de porco no talho do bairro. Já as tinha experimentado estufadas na púcara de barro (receita alentejana), e apesar de ter adorado, queria algo diferente desta vez. Por isso optei por as assar no forno. Pesquisei algumas receitas, reuni algumas ideias, e optei por um tempero bem tradicional da gastronomia portuguesa. O resultado? Uma delícia.

Bochechas_tabuleiro.jpg

Ingredientes:

  • 8 a 10 bochechas de porco
  • 1 cebola grande picada
  • 4 dentes de alho picados
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de sopa de pimentão doce
  • 1 malagueta piripiri picada
  • salsa a gosto
  • sal q.b.
  • azeite q.b.
  • 200 ml de vinho branco
  • 1 copo de água

 

Preparação:

Num tabuleiro de ir ao forno colocar no fundo a cebola picada, os dentes de alho picados, a malagueta picada, as folhas de louro partidas, umas hastes de salsa, o pimentão doce e azeite. Envolver os temperos todos e espalhar pelo fundo do tabuleiro.

Dispor as bochechas de porco no tabuleiro, temperar com sal e regar com o vinho branco. No fundo do tabuleiro acrescentar um copo de água.

Cobrir com uma folha de papel de alumínio, levar ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 40 minutos. Terminado o tempo, retirar a folha de alumínio e levar novamente ao forno entre 30 a 40 minutos, até a carne estar tenra e assada. Ter o cuidado de ir vigiando a carne e ir regando com o molho do tabuleiro, para não deixar secar.

Servi com couve salteada e arroz árabe (com sultanas e açafrão). 

Bochechas_prato.jpg

 

Barriga de porco no forno

 

 

 Ingredientes:

  • 2 kg de entremeada de porco (peça inteira)
  • 6 dentes de alho
  • 1 colher de chá de alecrim
  • 1 colher de chá de pimentão doce
  • 1 malagueta
  • 1 limão
  • sal grosso
  • 200 ml vinho branco

 

Preparação:

No talho pedir para golpear a peça de barriga, na parte da pele, de forma a ficarem pequenos quadrados. Podem golpear também na parte de baixo, junto ao osso, porque ajuda depois de assada a trinchar a carne.

Num copo colocar os dentes de alho, o alecrim, o pimentão doce, a malagueta, sal e um limão descascado e sem a parte branca. Com a varinha mágica triturar até ter uma pasta.

Barrar a peça de carne com este preparado e deixar a marinar de um dia para o outro.

Antes de ir ao forno, colocar a peça de carne em cima de uma grelha num tabuleito, e regar com o vinho branco. 

Levar a forno pré aquecido a 180º, com a parte da pele virada para cima. Demora cerca de 2h a assar. Convém ir regando a carne com o molho que se vai formando no tabuleiro (eu usei um pincel, e em intervalos de 30 minutos ia pincelando a carne). Pode ser necessário acrescentar um pouco de água ao fundo do tabuleiro, caso esteja a secar e a ficar sem molho.

Quando a carne estiver assada, fatiar e servir. Caso haja molho no tabuleiro, o melhor será coar e servir à parte para regar a carne a gosto.

Acompanhei com couve (caldo verde) salteada em alho e azeite.

 

 

Entrecosto no forno

IMG_20170924_135258.jpg

A chegada do frio traz esta vontade de comida de forno, que aquece a cozinha, enche o ar de um delicioso aroma que nos faz salivar pela hora de ir para a mesa. Vi esta receita da Joana Roque e não esperei muito para a reproduzir. Uma ida ao talho e a escolha óbvia de uma bela peça de entrecosto para assar num domingo cinzento.  

 

Ingredientes:

  • 1,5 kg a 2 kg de entrecosto
  • 2 colheres de sopa de massa de pimentão
  • sal
  • pimenta (usei moinho com mistura de pimentas)
  • 6 dentes de alho
  • alecrim
  • 200 ml de vinho branco

 

Preparação:

Colocar as peças de entrecosto num tabuleiro de ir ao forno e temperar com sal e pimenta. Espalhar por cima da carne a massa de pimentão, laminar os dentes de alho e juntar à carne. Polvilhar com alecrim. Regar com o vinho, tapar com papel de alumínio e levar ao forno, previamente aquecido a 180º, cerca de 1h30.

Findo o tempo, retirar a folha de alumínio, aumentar a temperatura do forno para deixar o entrecosto tostar um pouco, vigiando até estar no ponto que vos agrade. 

Cortar o entrecosto em tiras e servir.

 

 

Bochechas de porco na púcara (receita alentejana)

Sou fã incondicional da gastronomia alentejana. Não é à toa que sempre que lá vou uns dias de férias regresso mais redondinha. 

Há uns tempos tinha pedido à minha amiga alentejana de gema a receita das bochechas de porco. Ela gentilmente deu-me, dizendo que era a tradicional que aprendeu com a mãe e avó. A modernice era estufar as ditas na panela de pressão, mas que isso não lhe tirava o sabor tão caraterístico. 

Ora, em jeito de estágio pré férias por terras alentejanas, decidi fazer a receita da minha amiga. Mas usei a púcara de barro, em busca de um sabor mais tradicional. Ficaram muito boas.

IMG_20170715_133720.jpg

Ingredientes:

  • Bochechas de porco (penso que tinha seis)
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 1 folha de louro
  • sal q.b.
  • salsa picada (na verdade são coentros, mas aqui em casa há quem não seja fã de coentros)
  • 1 fio de azeite
  • 3 colheres de sopa de polpa de tomate
  • 1 copo de vinho tinto (eu usei branco porque não costumo cozinhar com vinho tinto, e por isso nunca tenho em casa)
  • meio copo de água

 

Preparação:

Nada mais simples: tudo para dentro da púcara (ou panela de pressão, ou tacho, o que tiverem, como preferirem) e deixar marinar de um dia para o outro.

Levar a estufar (em panela de pressão parece que são entre 20 a 30 minutos) em lume médio. Se, e é mesmo opcional, for da vossa preferência, ainda podem levar as bochechas ao forno para apurar, mas sinceramente não vejo necessidade (nem a minha amiga o recomendou, indicando que a carne ficaria um pouco mais seca). 

IMG_20170715_133841.jpg

 E servi este belo pecado com um arroz com courgette ralada à mistura (assim para parecer mais saudável). 

Lombo de porco recheado no forno

 

Ingredientes:

  • 1 lombo de porco recheado com alheira, bacon e pimento (comprei no talho já pronto, com cerca de 2 kg)
  • sal
  • pimentão doce
  • alho em pó
  • flocos de piripíri
  • alecrim
  • raspa e sumo de uma laranja
  • 1 fio de azeite

 

Preparação:

Numa tábua de cozinha, ou numa folha de papel vegetal, misturar e espalhar os temperos: sal, pimentão doce, alho em pó, flocos de piripíri, alecrim e raspa de laranja. Passar o rolo de carne por cima até que os temperos adiram.

Tranferir o rolo para um tabuleiro de ir ao forno, previamente untado com um fio de azeite. Regar o lombo com o sumo da laranja.

Cobrir com papel de alumínio e levar ao forno a 200º durante 50 minutos. Terminado o tempo, retirar o papel de alumínio, baixar a temperatura do forno e levar a dourar durante cerca de 20 minutos.

Acompanhei com uma salada verde. 

 

Lombo de porco recheado com linguiça e embrulhado em bacon

Começar a comprar a carne no talho do bairro é toda uma diferença. Compro para cozinhar logo, sem passar pelo congelador, carne de qualidade, com ótimo sabor. Noto que a carne não "encolhe" tanto quando cozinhada, pelo que rende bastante, o que é ótimo para quem anda sempre a pensar nas marmitas para o almoço. Além disso o atendimento não podia ser mais personalizado, trago preparados diferentes (rolos recheados, perna de peru recheada, mistura de carne picada, hambúrgueres de excelente qualidade e sabor) e a carne cortada ao gosto do freguês. Ontem, na ida ao talho para o abastecimento da semana, vi lá um nvo rolo de carne recheado: lombo de porco recheado com linguiça e embrulhado em bacon. Só de olhar imaginei a delícia que devia ser. Veio comigo. Um rolo já preparado para temperar e ir ao forno, com mais de 1,600gr, custou 9€. Vale a pena.

Hoje foi chegar do trabalho, temperar o dito, deixá-lo no forno enquanto ia à minha aulinha de cardio fitness. E quando cheguei da aula, foi sentar e deliciar-me com esta iguaria.

IMG_20170502_204447.jpg

 Ingredientes:

  • um lombo de porco recheado com linguiça e embrulhado em bacon (preparado no talho)
  • 1 cebola
  • 2 dentes de alho
  • sal
  • azeite
  • sumo de um limão
  • 200 ml de polpa de tomate
  • alecrim

Preparação:

Numa taça à parte misturar: a cebola e os dentes de alho picados, o azeite, o sal, o sumo de limão e a polpa de tomate. Envolver bem. Colocar o rolo num tabuleiro de ir ao forno e barrar o rolo com o preparado anterior. Polvilhar por cima com um pouco de alecrim. Deixar repousar cerca de 30 minutos antes de ir ao forno.

 

Entretanto tratei do acompanhamento: comprei espargos em promoção no Lidl. Lavei-os, coloquei-os num tabuleiro de ir ao forno, temperei com alho em pó, moinho 5 pimentas, flor de sal e um fio de azeite. Com as mãos envolvi bem os temperos. 

IMG_20170502_204455.jpg

Levar o lombo a assar em forno previamente aquecido a 200º. Ter o cuidado de o ir virando ou regando com o molho que se vai formando para não o deixar secar ou tostar demais. Este rolo demorou cerca de 1h a assar. 

Nos últimos 20 minutos, juntou-se ao forno o tabuleiro de espargos anteriormente temperados. 

Maravilhoso!! 

 

Entrecosto no forno com "arroz" de couve-flor

IMG_20170319_135947.jpg

 Ingredientes:

  • 2 kg de entrecosto
  • Sumo de três laranjas
  • 2 colheres de sopa de massa de alho
  • 1 colher de chá de pimentão doce
  • 1 colher de sopa de piripiri líquido
  • sal
  • 200 ml de vinho branco

 

Preparação:

Misturar, numa taça, a massa de alho (ou cerca de 6 dentes de alho esmagados), o pimentão doce, o piripiri e o sal, até obter uma pasta. Barrar o entrecosto com esta pasta e colocar num tabuleiro de ir ao forno.

Espremer as laranjas e regar com o sumo a carne já temperada. Cobrir o tabuleiro com película aderente e deixar marinar no frigorífico, de preferência de um dia para o outro.

Antes de levar ao forno, regar com vinho branco. Assar durante 1h30, inicialmente com o forno a 180º, mais tarde a 200º para tostar um pouco.

 

Para o arroz de couve-flor:

  • 1 couve-flor
  • 2 dentes de alho
  • azeite
  • sal

 

Separar a couve flor em floretes, lavar e escorrer bem. Triturar com a ajuda de um robot de cozinha: usei a Yämmi, 10 segundos, velocidade 5.

No wok aquecer um fio de azeite com os dentes de alho picados. Quando o alho começar a ficar douradinho, juntar a couve-flor triturada e temperar com umas pedras de sal. Envolver e deixar saltear alguns minutos, mexendo delicadamente. 

 

Foi a minha primeira experiência com este "arroz" de couve-flor, e eu que nem sou grande fã de couve-flor até fiquei agradavelmente surpreendida. Simples e rápido de fazer, saboroso e permite inúmeras utilizações e variedade de temperos. Como desta vez serviu para acompanhar entrecosto assado, optei por uma versão mais básica, mais neutra em temperos, uma vez que ia ter o molho da carne assada para lhe dar sabor. 

 

Pés de porco na púcara com puré de cenoura

IMG_20170228_134417.jpg

Nem toda a gente deve gostar. Cá por casa achamos um bom petisco. Numa ida ao talho, vi estes pés de porco e achei boa ideia estufá-los na púcara de barro. 

 

Ingredientes:

  • 8 pés de porco (já os trouxe cortados ao meio)
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • tomilho fresco
  • azeite
  • sal
  • 1 malagueta
  • 200 ml de vinho branco

 

Preparação:

Refogar, ligeiramente, a cebola picada, os dentes de alho picados e a malagueta, também picada, num fio de azeite. Quando a cebola começar a murchar, juntar os pés de porco, temperar com sal, polvilhar por cima com o tomilho e regar com o vinho branco.

Deixar cozinhar em lume brando, com a púcara de barro tapada, tendo o cuidado de ir agitando de vez em quando para a carne não pegar no fundo.

Acompanhei com puré de cenoura. 

IMG_20170228_134644.jpg

 

Costeletas estufadas

IMG_20170207_205237.jpg

Ingredientes:

  • 8 costeletas do cachaço
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • 1 malagueta
  • salsa
  • 4 colheres de sopa de molho inglês
  • sal
  • 1 fio de azeite
  • 200 ml de vinho branco
  • 1 copo (pequeno) de água

 

Preparação:

Cobrir o fundo de um tacho largo com a cebola cortada em meias luas, os dentes de alho laminados, a malagueta picada, uns raminhos de salsa e um fio de azeite. Por cima colocar as costeletas, temperar com sal, regar com o molho inglês, o vinho e o copo de água. Tapar o tacho e levar a cozinhar em lume brando, tendo o cuidado de ir agitando o tacho para evitar que a carne cole ao fundo, cerca de 40 minutos, ou até a carne estar tenra. 

Acompanha bem um arroz branco, uma massa ou um puré, sem esquecer salada ou legumes.